Mexilhões em molho de tomate / Mussels in tomato sauce



Esta será, muito provavelmente, a receita de despedida ao verão aqui neste blogue. Setembro é, para mim, uma espécie de Ano Novo. É o recomeçar, em definitivo, das rotinas tranquilizadoras do dia-a-dia, do trabalho para mim, da escola para as minhas meninas. É a própria luminosidade das manhãs que se altera e suaviza. É o regresso ao lar, após estes meses em que apetece mais estar no exterior, e, logo, ao conforto de uma cozinha. É o prenúncio do outono, a minha estação do ano favorita.

Nos últimos anos tenho optado por ter férias repartidas, duas semanas em Julho e uma semana no início de Setembro, e foi assim que na semana passada rumei de novo a sul. Esta é a melhor altura para ter férias. O tempo é mais sereno, sem as temperaturas elevadas dos meses anteriores, as multidões desaparecem das praias e dos restaurantes, nos locais de veraneio tudo e todos parecem cometidos de uma calma repentina depois do frenesim de Julho e, em particular, de Agosto. Apanhei sol pela manhã, vi os pescadores chegarem à praia com as redes carregadas de cavalas e escoltados pelas gaivotas que aguardavam, estridentes, pelo seu quinhão da pescaria, comi uma bola de Berlim com os pés enterrados na areia, dormi a sesta e recarreguei baterias.






E voltei a fazer esta receita de mexilhões em molho de tomate. Os mexilhões são injustamente considerados em Portugal como um marisco de pobres, pelo seu baixo preço. Noutros países, como na vizinha Espanha ou na Bélgica, são considerados uma iguaria. Em Bruxelas, quando chega a época dos mexilhões, os restaurantes exibem grandes cartazes a dizer “les moules sont arrivées”, os mexilhões chegaram! São servidos numa panela e acompanhados com batatas fritas. Não se espantem se vos entregarem um babete para proteger a roupa de salpicos indesejados e aproveitem para pedir uma cerveja belga de abadia, uma trappiste. Com pouco se pode fazer uma refeição memorável.

Os mexilhões dão algum trabalho a preparar, têm que ser bem lavados e escovados, mas, depois disso, a sua confecção não poderia ser mais simples. Com batatas fritas ou fatias de pão, uma cerveja ou um copo de vinho branco fresco, são a melhor companhia para um fim-de-tarde de verão, mesmo já em Setembro.





This will, most likely, be the farewell recipe to summer in this blog. September is, for me, a kind of New Year. It's the restart, ultimately, of the reassuring routines of day-to-day, work for me, school for my girls. The morning brightness changes and softens. It's the return to home, after these months when we prefer to be outside, and thus to the comfort of a kitchen. It's the annunciation of autumn, my favorite season. 

In recent years I have chosen to have shared holidays, two weeks in July and one week in early September, thus last week I headed south again. This is the best time to have vacations. The weather is calmer without the high temperatures of the previous months, the crowds disappear from the beaches and restaurants, in places of resort everyone and everything seem committed of a sudden calm after the frenzy of July and, in particular, August. I stayed in the sun in the mornings, saw the fishermen arrive at the beach with fishing nets loaded with mackerel and escorted by seagulls waiting, strident, by their share of the fishery, ate a Berliner with my feet buried in the sand, slept in the afternoon and recharged batteries. 






And I made this recipe of mussels in tomato sauce again. Mussels are unjustly considered in Portugal as the seafood of the poor, for their low price. In other countries, as in neighboring Spain or in Belgium, they are considered a delicacy. In Brussels, when the season starts, restaurants display large posters saying "les moules sont arrivées", mussels have arrived! They are served in a pot with a side dish of fries. Do not be surprised if you get a bib to protect your clothes from unwanted splashes and take the opportunity to ask for a Belgian abbey beer, a trappiste. With little you can make a memorable meal. 

Mussels give some work to prepare, they must be well washed and brushed, but after that their cooking couldn’t be simpler. With fries or bread, a beer or a glass of cold white wine, they’re the best company for a summer evening, even if already in September.





Mexilhões em molho de tomate

1 kg mexilhões
1 cebola grande, picada
2 dentes de alho, laminados
1 folha de louro
1 lata grande de tomate pelado (820 g)
2 dl vinho branco
2 dl azeite extra virgem
½ colher de chá de piripiri em pó
Coentros frescos picados, a gosto
Sal a gosto

Lavar bem os mexilhões e escovar as cascas, ou passar com uma faca, para retirar os restos de limo e rocha que possam estar agarrados. Retirar, puxando, as “barbas”. Desprezem os mexilhões que tenham cascas rachadas. Se alguns mexilhões estiverem abertos, batam-nos suavemente contra a bancada e desprezem também aqueles que não fecharem. Reservar.

Numa panela, aquecer o azeite e refogar a cebola, os dentes de alho e o louro. Adicionar o vinho branco e deixar fervilhar em lume médio durante 2 minutos, até o álcool evaporar e o molho reduzir. Juntar o tomate pelado desfeito e temperar com sal e piripiri em pó. Deixar cozinhar durante 10 minutos.

Juntar os mexilhões e cozinhar em lume alto durante 4 a 5 minutos, com o tacho tapado, abanando o tacho de vez em quando para não agarrar ao fundo. Não deixem cozinhar demasiado, porque os mexilhões tornam-se rijos. 

Polvilhar com os coentros picados e servir com fatias de pão ou batatas fritas. 

***

Mussels in tomato sauce 

1 kg mussels 
1 large onion, chopped 
2 garlic cloves, sliced 
1 bay leaf 
1 large can of peeled tomatoes (820 g) 
2 dl white wine 
2 dl extra virgin olive oil 
1/2 tsp of chili powder 
Chopped fresh cilantro, to taste 
Salt to taste 

Wash the mussels and brush the shells, or use a knife, to remove the silt and rock debris that may be stuck. Remove the "beards" by pulling them out. Discard any mussels with cracked shells. If some mussels are open, tap them gently against the counter. If they don’t close discard them too. Set aside. 

In a saucepan, heat the olive oil and sauté the onion, garlic cloves and bay leaf. Add the white wine and let simmer over medium heat for 2 minutes, until the alcohol evaporates and the sauce reduces. Add the peeled tomatoes slightly mashed and season with salt and chili powder. Simmer for 10 minutes.

Add the mussels and cook over high heat for 4-5 minutes with the lid on, shaking the pan from time to time so it doesn’t stick to the bottom. Do not overcook, because mussels will become hard. 

Sprinkle with chopped coriander and serve with slices of bread or fries.

Comments